NÃO IMPORTA – EU AMEI!

Quantos corações eu entrei
Vestida de sonhos?

Despida de ilusões me entreguei
Mostrando minha segunda pele
Tocando minha alma a outra
A procura de amor...

Expondo sentimentos íntimos
Sequer perguntei?

Fazendo morada
Em tantos corações me abriguei
Apeguei ao refúgio in loco
De um amor que criei
Em meus devaneios de paixão
A mercê que fosse em algum coração
Lá eu habitei no meu destino cético
De uma aventura errante de amor...

Não importa – amei!
Sem subterfúgios
Aticei minha vontade.
Meus desejos
Aflorei entre estações
Vivi sonhos e desilusões...

Não importa – eu amei!

Regilene Rodrigues Neves – em 02/06/2018





O CAMINHO DO TEMPO

Aguarda a esperança
O caminho do tempo
Que segue suas tempestades
Rumo à estação de inverno...

Sopram ventos intempestivos
Pelos anseios da humanidade
Ora mudam numa sucessão
De rajadas aleatórias
De ambições confusas
Cobiçadas a favor do homem
E suas aspirações...

Lá fora a vida se estreita
Numa estrada cega a sua vontade
Desembarcam seus desejos
E ficam à mercê de um caminho
Sem direção, a espera que o destino
Faça sua rota transitória
Onde a graça se manifeste
Pela misericórdia de Deus.

E assim, se faça
O caminho do tempo
Onde a esperança aguarda
Apontando para o amanhã...

Regilene Rodrigues Neves – em 28/05/2018




CORAÇÃO VAZIO

Saudade do amor que partiu
Deixando meu coração vazio...

Saudade e tantas lembranças
Nesse quarto frio
Jaz sobre a esperança
De me aquecer desse vazio...

Morando na saudade
Numa poesia de amor
A flor-da-pele
Escrita nas paredes do coração...

Sofrendo como qualquer um
Num poema de uma melodia só,
Posto que, partiu parte de mim
Condenada nesse exílio de solidão
Abandonada a própria sorte
Prisioneira da saudade
Vivendo a mercê da realidade
De um coração vazio...

Regilene Rodrigues Neves – em 20/05/2018



FELIZ ANIVERSÁRIO MEU FILHO

Sobre nós: um amor
Que nasceu desde o ventre
E completa hoje dezenove anos
Ele é meu porto seguro
Onde abrigo meu amor de mãe...

Quando ele me abraça
Todo cheio de gratidão
E me abre aquele sorrisão
De meninão
Meu coração se derrete
Explode emoção
Aflora todos os sentimentos
Gerados desde o seu nascimento.

É um amor inexplicável
Sinto-me honrada
Por Deus ter me escolhido
Para ser sua mãe.
Tenho os meus exageros
De super protetora
Abro minhas asas para te ajudar a voar
Quero ir junto, mas sei o meu lugar
Onde sempre poderá voltar
Sou mãe, nunca vou te abandonar!

Um amor único e insubstituível
Amor eterno que sempre
Irá transcender entre nós...

Para mim todos os seus defeitos
São perfeitos
Quando dentro deles me mostra
O seu crescimento...

Amo sua simplicidade e sua grandeza
Sua humildade e generosidade,
Seu amor pelo outro.
Suas explosões
Pondo para fora sua força
E quando pede colo
E se rende o meu menino...

Ah, meu menino!
Hoje é o seu dia
Além de todos os dias que são teus
Para celebrar a vida
Para plantar e colher
Os frutos dos teus sonhos...

Que sejam muitas tuas conquistas,
Mas que a maior realização,
Seja a sua comunhão com Deus,
Pois somente Ele é o Senhor
Da nossa felicidade.

Quero vê-lo somar e multiplicar
Muitos e muitos anos...

É o meu desejo de mãe
Que receba a proteção Divina
E que os anjos Dele
Sempre te acompanhem
Onde eu não possa estar para te cuidar.

Nas minhas orações sempre irá estar
E para sempre irei te amar...

Feliz Aniversário
Meu filho amado e querido!!!

Regilene Rodrigues Neves
Em 19/05/2018






SAUDADE COMPARTILHADA

Saudade das alegrias compartilhadas
Em tantas risadas dadas uma a outra
Selando a nossa amizade!

Dos tempos gentis
Que aflora saudosas
Lembranças sobre nós...

Que trazem para fora
O encantamento da alma
A quem se quer bem.

Saudade tantas
Quantas posso recordar
Na tua ausência
Deixada em mim para te lembrar
Querendo o coração voltar
Lá onde partiu todas as memórias
Das nossas aventuras...

Fortuna próspera de um amigo
A quem a alma sorriu
Tantos risos soltos ao destino
Tamanha sorte nos envolveu
De tantas lembranças
Nessa saudade compartilhada
Onde em mim ficou
Parte de nós pela estrada...

Regilene Rodrigues Neves – em 12/05/2018




SER MÃE

Ser sublimado por Deus
Para gerar aquele a quem
Há de se amar eternamente...

Expurgando-a de tudo
O que é estranho e impuro.

Ser sublime
Que alimenta o ventre de exageros
Que comete todos os erros por amor.
Que engrandece a medida
Que no ventre se torna mãe...

Que ensina e aprende
Na completude do amor gerado
Sim. Mãe é um ser exagerado
É amor de mãe sem medida
A medida que se torna mãe!

Ser mãe
Ser complexo ao ser filho
Ligados por um cordão
Que se complementa
Para que o outro exista
Unidos por um anexo comum
Cujo elo é a vida!

Ser mãe
Amar infinitamente
Sobre todas as coisas terrestres
Aquele escolhido pelo Criador da vida
Para ser filho
E num aprendizado diário ser mãe!


Regilene Rodrigues Neves – em 12/05/2018





MEUS PERTENCES

Guardo em mim
Coisas delicadas
Amor, gentileza, gratidão
Coisas que aprendi com humildade.

Ama-se para que,
Com serenidade,
Ame ao outro.

Escolhi amar sobretudo
O amor me proporciona
Alegrias e muitos sorrisos.

O resto vou reciclando
Nas minhas imperfeições diárias
Complementando as coisas que amo!


Regilene Rodrigues Neves – em 10/15/2018