FANTASIAS
De Regilene Rodrigues Neves

Teu amor me beija
Com lábios de fantasias
Tua boca nos meus seios
Sacia mel feito abelha no pote
Sugando o prazer
Que escorre docemente...

A pele em chama
Arde de desejo
Os poros dilatados
Emergem gotículas
Salgadas de suor e sede
Em frêmitos de puro êxtase...

O corpo nu estendido
Espera a sofreguidão dos teus lábios
Deslizando na carne
Em pura volúpia
Pelas curvas sinuosas do prazer...

Perdidos num labirinto de luxuria
Exploramos o ato sobre a cama...

Estendido um lençol de pétalas vermelhas
A pele em contraste com a paixão
Que ousada dilata a cada toque das mãos...

O coração cheio de amor
Pronuncia palavras desconexas
De significado lascivo
Contrariando o som romântico
Que sussurra odes feito poeta
A sua musa em pura emoção...

A magia se espalha
Soltas de um cordão de fantasias
Abertas em leque de sonhos...

Teu corpo abandonado sobre o meu
Navega feito mar sobre as ondas
Idas e vindas lançadas para uma ilha deserta
O amor dentro de uma concha
Escuta corpos fazendo amor...

As horas viajam no tempo
Enquanto nós dois saciamos
Um vício de sentimentos
Cujo sexo expurga todo amor da alma
E nós rendidos a sua vontade
Fazemos amor sobre fantasias...

Em 11 de abril de 2009

3 comentários: