IN MEMORIAM

V entos sopraram naquela tarde que
I nfinito tornou os meus caminhos...
C ada minuto dos meus dias
T estemunharam momentos de alegrias...
O ntem ainda estava aqui
R indo para minha felicidade

P edaços vividos com intensidade
I deais e sonhos da minha liberdade!...
R eal fora a vida que aqui partilhei
E com amor abracei
S onhei... Ah! Como sonhei...

N as certezas e incertezas dos meus medos
E ncontrei um “maluco beleza”
V elado em sentimentos etéreos
E no cenário mágico da vida contracenei com a morte
S úbita da minha eternidade... De mim sobraram saudades!...

+ 04.05.2009

5 comentários:

  1. Não sei se existe algo q descreva o real sentimento da perda, um tipo estranho de sentimento que ao mesmo tempo q é vazio e vago é cheio e pesado, pesado de uma forma q por alguns instantes parece q não iremos suportar... um dia td isto se transformará e ganhará um nome exclusivo e belo "saudade", saudade de algo q não se pode mais tocar mas q parece ser mais presente do q qdo entre nós...

    Amiga (se me permite neste momento chamá-la assim) compartilho de uma dor bem parecida... q espero um dia ter a nobreza de compreender sem sofrer..
    Bj grd e mais... Grd abraço (abraço daqueles q aquecem a alma qdo trepidam de frio e solidão)

    ResponderExcluir
  2. Conheci o Victor na faculdade, em Iha Solteira. Desde essa ápoca não tinha tido mais contato com ele. Hoje, pesquisando seu nome pelo google, descobri esse site pois apareceu o nome do Victor. Entrei atrás de alguma notícia e............. ví uma foto dele em um poema! Meu coração está disparado, e meus olhos cheios de lágrimas. Acabo de descobrir que o Victor não está mais entre nós através de um poema mais do que verdadeiro. Agradeço a você por "me dar essa notícia tão dolorosa" com palavras tão belas. Que Deus abençoe essa família e que o Victor esteja em paz ao lado de Deus. Saudades mais que eternas. Maíra

    ResponderExcluir
  3. Ele é meu sobrinho e faleceu no dia 03 de maio de 2009, num acidente de carro onde estava à serviço. Neste mês e ano vc encontra mais poemas sobre ele.

    Obrigada pelas palavras de conforto repassarei para mãe dele que as confortaram com certeza... Obrigada!

    ResponderExcluir
  4. Sinto muito pela sua dor, Regilene, assim como de toda a família. Te agradeço por nos proporcionar palavras tão bonitas e sinceras. Continuarei acompanhando esse trabalho que ficará marcado para sempre na minha vida. Um enorme beijo à você..Maíra

    ResponderExcluir