JAZ A SAUDADE
(Regilene Rodrigues Neves)

Saudade
Sentimento ilhado na alma
Entre mil lembranças recolhidas no tempo
Guardam teu perfume impregnado de recordações...

Penduradas presas junto ao peito
Exalam tua fragrância...

Jazem no meu coração sôfrego
As flores sepultadas da tua essência
Querendo lembrar-te pela eternidade afora...

Misturando teu cheiro na minha alma
Derramando saudade dentro de mim...

Em 20/03/2017


Um comentário:

  1. Essa é uma dura realidade: "quando jaz a saudade"...
    Paz e bem!
    Abraço.

    ResponderExcluir