O AMOR
por Regilene Rodrigues Neves


O amor é ave fazendo verão no meu coração
Pousa nos meus sonhos
Seduz-me amante do meu corpo
Ama-me em poesia
Quer fazer morada
Ser meu sempre...

Voar dentro de mim
Em vôo pleno de felicidade
Ser andorinha de sonhos em liberdade...

Soprar quimeras
Colher primaveras
Para ganhar flores
Em ramalhetes de paixão!

Ser namorada enamorada
Dona da declaração
Feita da poesia que beija a alma
E deixa sabor de amor
Molhado nos lábios de desejo de amar...

Fantasias soltas ao luar
Vem me encontrar
Num lençol de flores
Estendido sobre o manto
Que cobre o leito do nosso amor
Perfumando de um prazer lépido
Exalando por toda m’alma
Um frisson ligeiramente interessante

Tuas palavras são versos provocando
Gemidos na pele sensualmente
Envolvida pelo calor excitante
Dos teus lábios conduzindo-me
As sensações de extrema volúpia
Enquanto a música dança em nossos corpos
Acordando a manhã que dormiu ao luar
Para todo amor se entregar... Até o próximo verão...
Do amor declarado em poesia do meu coração!


Em 01 de junho de 2007

Um comentário: