ROSA DESPIDA DE PRAZER
por Regilene Rodrigues Neves


Estendo uma rosa
Do meu íntimo
Sobre a cama
Perfumando o leito
Do nosso amor...

Roçando tua pele
Minha fragrância
Revira escorrendo do frasco
Da minha alma...

Num aroma adocicado
De rosa delicada
Na pele aveludada
Vermelha apaixonada...

Contra teu corpo exala
Meu perfume amadeirado
Do vidro do meu coração derramado
De sentimentalidades desse amor!...

Bálsamo dilatado de prazer
Em confesso sorriso
Entreaberto nos teus lábios
A me querer...

Depois de um banho
Perfumado de pétalas
Misturamos nossos corpos
Enlaçamos pernas
Unimos bocas
Exalamos nosso amor!...

Lasciva eu mordisco
O nódulo da tua orelha...
Escorrego pelo teu pescoço
Murmúrio segredos
Contidos nos meus mistérios...

Fantasias criadas
De sensualidades e luxurias,
Para tê-lo rendido em meus braços
Dominado no meu corpo...

Desvirginando a madrugada
Fluindo do manancial
Dos nossos corpos abrasados
De amor sobre a noite...

Dormimos molhados
Emaranhados entre pétalas
Suadas de um perfume exótico
De macho e fêmea
Num ato erótico de prazer...

Extrema ventura
Se deleita nesse leito
Coberto de flores e amor!...


Em 26 de maio de 2008

Um comentário: