POESIA E AMOR
por Regilene Rodrigues Neves

Eu amava como um verso amava a sua poesia
Sem saber por que, eu amava e sonhava um mesmo amor...
Coisa de poeta que se encanta com uma flor
Achada na calçada por descaso de algum desamor!

Eu amava como se soubesse
Que ali viesse encontrar
Aquele que como eu
Se perdera do seu amor!...

Eu amava como uma poesia
Que pudesse ouvir minh’alma
E soprar seus versos do meu peito
Com a mesma intensidade
Capaz de causar amor e felicidade por onde for...

Na certeza desvairada de um poeta
Que teima amar em leal ventura de amor!

Eu amava como jamais poderia deixar de amar
Como essa poesia que escrevo em vão
Eu amava nesse destino solto em minhas mãos...

Eu amava sentindo a companhia do amor
Porque amava simplesmente estar ao teu lado
Declarando te amar eternamente mesmo que ausente
E tão somente e sempre em poesia e amor!...

Em 21 de outubro de 2009

Um comentário: