SE TODOS OS DIAS FOSSEM NATAL
por Regilene Rodrigues Neves

O natal entra dezembro a fora
Árvores enfeitadas de ilusão
Preenchem sonhos no coração
Aflora sentimentos na humanidade
Que parecem querer dar as mãos
Por um dia de paz e união

Jesus volta para ceia entre as famílias
Ouvimos os sinos das Sinagogas
Badalarem de euforia
E o coral cantar lá do alto
A magia do natal...

A cidade parece ouvir a felicidade
Entre fantasias e noites enfeitadas
O espírito do nascimento renasce na alma
E as crianças se preparam para sonhar
Mais um sonho de Papai Noel...

Nesse cenário mágico
A noite brilha
Iluminando ruas apagadas de miséria
Mãos estendidas esperam um gesto
Que afaguem olhares de esperança,
Porque mais um ano passou
Sem que o homem visse ao relento
Crianças abandonadas
Simplesmente condenadas ao seu infortúnio...

A fome continua no prato vazio
E a inocência é castrada pelo semelhante
Que passa ignorando sua verdade.
Na realidade de todos os dias
Não existe natal!

O desalento se aninha
Nos sonhos perdidos...

A luz da ilusão
Está apagada há tempos no coração
Somente uma sombra
Cobrem corpos frágeis
Sobre o papelão nas calçadas
Sonhando que fosse natal todo dia
Para que a sua alegria permanecesse
Estampada nas vitrines e as crianças
Pudessem ganhar seu sustento
Embrulhado de esperança
E todos os dias fossem natais sem fome
Porque o amor multiplicaria o pão
Sem ter que esperar outro natal
Tocar no coração do homem!...

Em 07 de dezembro de 2009


21 comentários:

  1. Olá, Regilene! Uma poema reflexivo da realidade natalina... Máscaras de felicidade embrulhadas para presente... quando a mente está poluída de falta de ética, compromisso com o outro que embrulhado em jornal vive nos becos imundos das nossas migalhas! Época em que se aflora em muito, os fingimentos! Raríssimas exceções contrapõem-se ao expresso!!
    Abraço, Célia.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia poetisa!
    Infelizmente é uma realidade que a cada dia aparece mais, porém através de seus versos transformaram-se numa belíssima reflexão.
    Acredito que dia de ajudar e fazer o bem é todo dia, e essa data deve ser estendida para o ano inteiro.
    Uma ótima semana para ti.
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  3. Que as palavras FELIZ NATAL não sejam vazias. Que não se limitem a votos ocos e intenções falsas. Que tais palavras sejam pronunciadas como grito de guerra, bandeira de batalha, palavra de ordem. Que sejam arautos de ações efetivas.
    FELIZ NATAL!

    ResponderExcluir
  4. Um poema de 2009 infelizmente sempre atual. E será que é tão difícil assim que todos os dias fosse Natal?

    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Querida amiga,

    Um belíssimo poema. Bravo!Você tudo disse neste belo poema.


    Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  6. Oi Regilene,

    Que lindo o seu poema sobre o Natal! Parabéns por mais esta obra de arte!

    Saudades de você! Andou sumida....

    Bjs e boa semana!

    ResponderExcluir
  7. "O desalento se aninha
    Nos sonhos perdidos...!
    O meu desejo é que um dia as coisas mudem pra que todos os dias sejam como o natal!Mesa farta para todos!

    Lindo poema amiga!Como sempre!

    Beijinhos e saudades!

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Belo poema sobre o natal em diversos pontos de vista!

    Agora seigo também este espaço!

    Quando puder, acesse o meu blog, pois separei um post para que leia:

    http://palavrasproferidas.blogspot.com/2011/03/afavel-chuvisqueiro.html

    Tenha um ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Amiga, é com muito carinho que venho agradecer a todos por cada mensagem, por cada palavra, por cada gesto, por cada presente, em fim, a todos que carinhosamente gastaram um tempinho do seu dia pra me desejar feliz aniversario, deu certo, pois foi um dia muito feliz mesmo…
    Aos que ligaram…
    Aos que se atrasaram…
    Aos que não puderam estar “on-line”.
    Deus dê em dobro tudo que me desejaram!
    Sou uma pessoa muito feliz, feliz mesmo…
    Pois tenho pessoas maravilhosas que me cercam…
    Uns bem de perto…
    Uns de longe…
    Outros de beeeem longe…
    Não importa a distância e sim o carinho…
    Isso é um presentão de Deus pra minha vida…
    Obrigado a todos!
    "Há pessoas que transformam o Sol numa simples mancha amarela.
    Mas há, também, aquelas que fazem de uma simples mancha amarela, o próprio Sol."
    (Picasso)
    * O meu maior desejo, é poder transformar as manchas amarelas na vida daqueles a quem amo no Sol mais lindo que possa existir…
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Regilene,

    A realidade é triste. Seu poema também é triste. Mas o que podemos fazer é nossa parte. A esperança é que mais gente todos os dias faça sua parte para um dia não haver mais fome.
    Girassóis nos seus dias. Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá amiga. È uma triste realidade imposta por uma sociedade de aparências de desigualdade e falta caridade. Seu texto reflete bém tudo isso. Eu nessa época comungo com vc toda essa realidade. Lindo post! Bjos.

    ResponderExcluir
  13. Olá minha amiga, e tudo isto porque as pessoas esqueceram o verdadeiro sentido de Natal.
    Basta ouvir as crianças falar do Natal e elas não se referem uma única vez ao nascimento de Jesus, mas falam o tempo todo do pai natal e dos presentes que ele vai trazer...
    Os adultos com o aproximar da quadra festiva andam em verdaeiras correrias comprando as prendas, fazendo a arvore de natal mas...o presépio? Quem já perde tempo fazendo?...
    Um beijo minha amiga

    ResponderExcluir
  14. Vim matar minhas saudades!
    São muitas querida,mas desejo que vc esteja bem,e muito bem...
    Já chego assim trazendo um convite especial.
    Vá no meu cantinho comungar comigo da minha vitória da qual vc tbm faz parte.
    bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  15. OLÁ QUERIDA
    COMO VC ESTA BEM? AMEI O FUNDO PARA O NATAL. PROMETO VOLTAR AQUI ANTES DO NATAL PARA TE DESEJAR UMA MARAVILHO. FICA COM DEUS.
    BRISA

    ResponderExcluir
  16. Boa tarde, Regilene. Espero que estejas muito bem, e deixo os meus parabéns por esse belíssimo poema onde nos deixa uma crítica bastante reflexiva. Saudades. Um beijo grande, e fique na paz!

    ResponderExcluir
  17. Olá, querida

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    Tagore

    ResponderExcluir
  18. Olá, Regilene

    Este poema lindo nos faz lembrar que o Natal representa, além de uma época festiva, um momento de reflexão sobre a vida dos homens, sobre a necessidade sempre constante de uma fraternidade, como prática diária, constante em nossas vidas.

    Abraços,
    Aureliano

    ResponderExcluir
  19. Bom dia, Regilene. Quero deixar registrado, que eu não esqueço de você, e nem irei.Posso não estar sendo frequente nos meus comentários, pois estou sem net, e faço o que posso, mas não quer dizer que não passarei aqui para dizer o quanto gosto de você e do que escreve.
    Fique bem, sempre!
    Um beijo na alma, e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  20. Favor apresentar-se ASAP a bordo da Es-Sotamer fins salvar o planeta.
    FELIZ NATAL!
    Ass: Comodoro El-Lobsarc, R. R.

    ResponderExcluir