MUDAS DE ESPERANÇA
(por Regilene Rodrigues Neves)

O ontem se despediu levando suas mazelas
E a porta do hoje se abre cheia de sonhos
Fazendo promessas de alegria.
Abrindo na pagina do amanhã
Sua mensagem de otimismo...

As lágrimas do ontem molharam a alma.
Nos lugares ressequidos de amarguras
Foram plantadas mudas de esperança...

Sentimentos que ali estavam revirados
Misturaram-se a nova mensagem
E o ontem adubou o jardim
Ensinando na dor a proposta
Tirada da lição de outrora...

Há sempre uma janela lateral
A porta que se fecha
E o sol entra por todos os lados
Iluminando dentro
Colocando luz sobre as folhas do amanhã...

Aquela mudinha de esperança
Plantada nos escombros
Vem rasgando a alma
E daquele jardim quase sem vida
Floresce uma linda primavera
Deixando para trás a velha estação
Que produziu novas mudas...

E o ciclo da natureza faz sua volta
E volta recomeçando a vida!

É preciso saber viver
Plantar, regar e esperar
A hora da colheita das flores
Para serem entregues
A quem realmente merece recebe-las...

Entre as lágrimas se misturam sol-risos
E o novo dia começa lindo!

Em 25/08/2015





Um comentário:

  1. Cuido bem da "mudinha de esperança"... Vale o que se vive.
    Abraço.

    ResponderExcluir