A PROCURA DA FELICIDADE

Autoria de Regilene Rodrigues Neves



Saí à procura da felicidade,
Mas tudo conspirava contra ela
Cada passo andava paralelo ao fracasso...
Nunca desisti e persisti caindo e levantando
Sabendo que o segredo dela
Levaria-me ao sucesso...

Persegui minha estrada de sonhos
Vesti minhas fantasias...
O palhaço sorria no grande circo da vida
Ante o malabarismo da sobrevivência
Carências e desilusões não eram maiores
Que a minha felicidade...
Por ela eu lutei e venci o mundo!

O desamparo e a solidão foram menores
Que o gigante que se transformava quando sonhava
O sonho do meu encontro com a felicidade...
Transcendia minha liberdade
Abraçava-me de longanimidade
Num beijo infinito de prosperidade...

Por ela meus medos
Foram desvendando todos os mistérios...
Aquelas portas fechadas
Significavam mais que meros segredos...

Mesmo quando todos sorriam
Não entendia onde havia tanta felicidade
Até o dia que ela me pegou de surpresa
Depois de tantos desenganos
Gritou dentro de mim
Entre lágrimas e sorrisos
Em mágica emoção do nosso encontro!

O sentimento da felicidade
Tem sabores diversos...
De voar em estado de plenitude
Sair do inferno ao paraíso...
Ir da terra aos céus
Fazer de anos de sofrimento
Um momento único de paz!

A procura da felicidade
É ter a certeza que ela sempre existiu
Dentro de mim e nunca por maior que fosse
O meu estado de fracasso
Deixei de acreditar que a felicidade
Sempre morou dentro de mim
E hoje ela explode em fonte inesgotável de esperança
Abraçando-me de um novo ano de infinda alegria de viver
Esta é a verdadeira felicidade
Conquista-la todos os dias...
Tornando-me capaz de superar meus limites na vida
Construindo caminhos de fé na felicidade!



Em 30 de dezembro de 2007

Um comentário: