TAMBÉM SOU SEXO

Autoria de Regilene Rodrigues Neves


Também sou sexo
Porque meu corpo é desejo...
É carne... Que tem fome de beijos!

Tenho curvas
Que se entregam num olhar
De outro corpo que me ascende
Inflama reações provocadas
De uma pegada ardente
De uma chama quente de amor!

Também sou sexo
Quando sou amante
E simplesmente mulher!

De um jeito insano profano
Entregue a paixão
De um corpo sensual
Molhado de um tesão carnal
Meio dócil meio animal!

Também sou sexo
Quando sou felina
Misturada a uma menina
Que também sente prazer!

Sinto desejos que afloram
Sem pudor também faço sexo faço amor!...


Em 24 de abril de 2008

Um comentário: