POEMA DE AMOR
De Regilene Rodrigues Neves

Percorro teu corpo de amor
Meus dedos sentem tua boca
Contorno teus lábios... Sinto paixão...
Deslizo até chegar ao coração
Sobram sentimentos em teu peito

Nosso amor se mistura
Alma e pele
Carícias me devoram
Tuas mãos me exploram
Juntos nos amamos em sintonia
Temos mania de amar
Se entregar sem hora em qualquer lugar

Colocar em primeiro lugar nosso amor
Calor de chama intensa
Que nos aquece num torpor de emoções

Vibrações intrínsecas nos arremessam
Por um mar de volúpias
Beija minha alma
Mordisca minha orelha
Sussurra dentro de mim teu amor
Para que o meu te devore
Em fome de saciar-te de prazer
Do meu corpo a te querer!

Quero em minhas mãos ter você
Rendido à poesia do meu corpo
Que da alma grita amor!

Arranque versos do meu peito
Até escorrer amor dos meus seios
Para que teus lábios provem
Um poema cheio de sedução
Derramando desejos do meu coração!...


Em 26 de março de 2009

Um comentário: